Busca

Notícias

conteúdo principal

Startup residente no PCT Guamá é premiada por criar solução que melhora transporte fluvial

13/11/2019

Startup residente do Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá, em Belém, a NavTech Solutions ganhou em primeiro lugar no HackSerpro, evento realizado na capital paraense entre os dias 8 e 10 de novembro. Promovido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), o Hackathon teve o apoio do PCT Guamá e das universidades Federal (UFPA) e do Estado do Pará (Uepa).

As 22 equipes participantes do evento enfrentaram o desafio de aplicar a ciência de dados na geração de inteligência orientada ao mercado, mas apenas três grupos finalistas receberam premiações de R$ 12 mil, R$ 8 mil e R$ 6 mil.

Com criação do Ubá View, a equipe da Navtech propôs utilizar informações produzidas por meio de pesquisas acadêmicas para gerar soluções voltadas ao monitoramento, segurança e fiscalização de embarcações na região amazônica. Inédita, a iniciativa deve complementar ao aplicativo Ubá – passagens de barco, a partir do qual é possível adquirir bilhetes de viagens fluviais.

A nova proposta consiste em uma plataforma digital, por meio da qual gestores governamentais, empresários e usuários do transporte fluvial poderão checar um amplo banco de dados sobre as embarcações ativas na região amazônica.

Segurança e qualidade - Com isso, quem viaja de barco poderá consultar, por exemplo, as rotas e os nomes das embarcações, assim como a quantidade de salva-vidas e outros equipamentos ou mecanismos de segurança que cada uma dispõe, com a opção de avaliar a qualidade do serviço e conhecer a opinião de outros clientes. A expectativa da plataforma é alcançar grande parte dos quase 10 milhões de pessoas que utilizaram essa modalidade de transporte na região somente em 2017.

Técnicos e gestores de governo também poderão acessar informações e estatísticas dos fluxos hidroviários, fiscalizando cada trecho em tempo real, a fim de se anteciparem a eventuais ocorrências, como acidentes ou roubos.

Por meio desse monitoramento em tempo real, feito com um smartphone, as empresas poderão também reduzir os custos de segurança, checando a localização de cada um dos seus barcos a qualquer momento. A iniciativa promete ainda um maior controle do uso de combustível e a garantia de um mecanismo maior de vigilância e proteção, incluindo um botão de alerta, que poderá ser usado pelos comandantes para acionar as autoridades navais, em emergências.

Primeiro lugar no HackSerpro, o time do Ubá View é composto por Walter Oliveira Neto, Rhuan Fracalossi, Adailson Cardoso, Arthur Gonsales e Giovanny Valente.

Texto e fotos: Brenda Taketa (PCT Guamá)