Busca

Notícias

Início » Notícias » Prazo para inscrições no Desafio InovaTur termina dia 20 de janeiro
conteúdo principal

Prazo para inscrições no Desafio InovaTur termina dia 20 de janeiro

10/01/2018

Termina, no próximo dia 20 de janeiro, o prazo para realizar as inscrições no Desafio InovaTur 2018. A competição tem o objetivo de buscar soluções tecnológicas inovadoras para o desenvolvimento de projetos direcionados à promoção do estado do Pará enquanto destino turístico. O desafio é fruto de uma parceria entre Governo do Pará, por meio das Secretarias de Estado de Turismo (Setur) e de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), com o Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá e a Agência de Inovação Tecnológica da UFPA (Universitec).

A ideia de premiar soluções inovadoras que alavanquem o turismo paraense converge com o Programa Inova Pará, coordenado pela Sectet, o qual tem o intuito de levar a inovação às cadeias produtivas estratégicas do Estado para que este avance no seu crescimento e, até 2030, possa se equiparar à média do desenvolvimento nacional. Como o turismo é uma dessas cadeias estratégicas, a intenção do InovaTur é chamar os talentos que procurem aliar o conhecimento à inovação, além de colocar o Pará como um dos principais destinos dentro do cenário nacional e internacional de turismo.

A competição é aberta a estudantes, profissionais, entusiastas ou qualquer pessoa com interesse nos temas empreendedorismo e inovação com talento para o desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras. As três melhores propostas recebem premiação em dinheiro, no valor de R$ 10.000, 00 (dez mil reais) para o primeiro colocado; R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para o segundo; e R$ 3.000,00 (três mil reais) para o terceiro lugar. As propostas premiadas ainda receberão três meses de hospedagem no Espaço de Coworking do PCT Guamá, com apoio e orientações para amadurecer as ideias.

Serviço: As inscrições para Desafio InovaTur 2018 são gratuitas e podem ser feitas, até o dia 20 de janeiro, AQUI.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)