Busca

Notícias

Início » Notícias » Oficinas
conteúdo principal

Oficinas

29/06/2017

Municípios do Araguaia e Carajás recebem oficinas de captação de demandas

Municípios paraenses das regiões de integração Araguaia e Carajás receberam, entre os dias 22 e 28 de junho, a oficina “Educação Profissional x Cadeia Produtiva: Demandas e Ofertas”. O evento é realizado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), em parceria com as prefeituras municipais, e tem o intuito de captar as demandas locais para cursos de qualificação profissional ligados às cadeias produtivas estratégicas de cada lugar.

Na região Araguaia, os municípios visitados foram Rio Maria (dia 22), Xinguara (dia 23), Redenção (dia 24) e Conceição do Araguaia (dia 26). Já, no Carajás, a oficina foi realizada em Canaã dos Carajás (dia 27) e Parauapebas (dia 28).

Na oportunidade, empresários, gestores, associações, produtores e trabalhadores puderam expressar os potenciais produtivos de cada município e região, destacando as demandas de qualificação para desenvolvê-los. A partir desse ponto, a Sectet poderá organizar as ofertas de cursos por meio do Programa Pará Profissional e Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) - setor produtivo, coordenados pelo Secretaria e pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), respectivamente.

Programas - O Pará Profissional, amparado pela Lei no. 8.427, que cria o Programa de Educação Profissional e Tecnológica, instituídas em 16 de novembro de 2016, é um dos instrumentos de combate à desigualdade interregional no Estado por meio da qualificação profissional da mão de obra local. O Pronatec  soma-se aí como um programa federal que tem o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica no país. Em 2015, a Sectet assinou Acordo de Cooperação Técnica com o MDIC e passou a ser a articuladora do Programa, no Estado, realizando o levantamento técnico das demandas do setor produtivo e repassando ao Ministério. Atualmente, o Pará é o 4º estado que mais recebe vagas do Programa.

Texto: Fernanda Graim – Ascom/Sectet