Busca

Notícias

Início » Notícias » Governo do Estado firma parceria com o Exército Brasileiro para garantir a inclusão digital no Pará
conteúdo principal

Governo do Estado firma parceria com o Exército Brasileiro para garantir a inclusão digital no Pará

12/12/2017

O Exército Brasileiro, por meio do Comando Militar do Norte (CMN), agora é mais um parceiro do Governo do Estado para a implantação e expansão de infraestrutura de telecomunicações na região amazônica. A parceria se consolidou por meio da assinatura do acordo de cooperação técnica entre o CMN, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) e o Centro de Gestão da Tecnologia da Informação do Amapá (Prodap), ocorrida nesta segunda-feira, 11, na sede do CMN.

O acordo, que trabalha o projeto intitulado “Backbone Amazônia Oriental”, prevê a implantação de infraestrutura de comunicação segura e compartilhamento de estruturas novas ou já instaladas, próprias de cada uma das instituições envolvidas, incluindo serviços em rede de banda larga. A cooperação tem como a principal motivação a criação e ampliação de backbone regional de alta capacidade, a fim de reduzir a dependência do Exército de provedores de comunicações corporativas, assim como expandir e aprimorar a rede corporativa de dados sob a gestão da Prodepa para os munícipios paraenses. 

Para o General e Comandante Militar do Norte, Carlos Alberto Barcellos, o acordo será fundamental para a gestão dos sistemas da instituição. “Essa parceria estabelecida com o Governo do Estado e a Prodap certamente oferecerá um serviço confiável e de melhor qualidade para o Exército Brasileiro e para as instituições envolvidas. Para o Exército em especial, irá facilitar o cumprimento da nossa missão no que tange o gerenciamento de todos os nossos sistemas que dependem do meio cientifico-tecnológico”, afirmou o General. 

O acordo possui vigência de 60 meses e não envolve repasse de recursos financeiros. As despesas previstas serão custeadas por conta de cada instituição, e o plano de trabalho envolve a cessão de uso da capacidade óptica nos trechos Itaituba-Santarém-Altamira, Tucuruí-Belém, nas redes de fibra óptica da Rede Metrobel e no trecho de Marabá, além da expansão da capacidade óptica na subestação Guamá. 

“O Governo do Estado vem trabalhando e fortalecendo as parcerias no sentido de levar as estradas do século XXI, que são as fibras ópticas, a todos os municípios paraenses. O Exército Brasileiro, que é responsável pela guarda das nossas fronteiras, obrigatoriamente precisa chegar mais longe e estabelecer bases contínuas e eficazes, e essa parceria estabelecida abrirá o caminho para isso”, frisou o presidente da Prodepa, Theo Pires. 

Para o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello, o acordo auxiliará no desafio de garantir a inclusão digital no Pará. “O estado do Pará possui uma peculiaridade, pois é o único da Amazônia que cresce fora da sua região metropolitana. Isso representa um desafio enorme para o estabelecimento de políticas públicas que garantam a inclusão digital. A assinatura desse acordo tem uma enorme importância estratégica para enfrentar esse desafio, uma vez que permitirá a utilização de rede de alta capacidade capaz de ampliar a gama de serviços de TI ofertados às Organizações Militares e à Prodepa, promovendo a integração dos municípios, fornecendo conectividade aos órgãos públicos e ao cidadão paraense”, conclui o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello.

 Texto: Igor de Souza - Ascom Sectet