Busca

Notícias

conteúdo principal

Forma Pará realiza aula inaugural do curso de Medicina Veterinária em Piçarra

08/11/2021

O sorriso largo e constante no rosto de Maria Aparecida de Araújo Souza,18, era o reflexo da felicidade de Maria da Luz de Souza Pinto, 63, mãe da caloura do curso de Medicina Veterinária, da Universidade do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), ofertado pelo governo do estado por meio do Programa Forma Pará em Piçarra, sudeste paraense.

O sentimento explícito das duas era disfarçado pela timidez de Raimundo Nonato Pereira da Silva, 55, pai do calouro Luiz Otávio Pereira dos Santos. A alegria de Maria da Luz e de Raimundo Nonato era evidente em muitos outros rostos de pais e mães presentes na aula inaugural do curso universitário realizada no centro de eventos da igreja Nossa Senhora de Guadalupe, na tarde desta quarta-feira (3).

Destacando a importância da conquista dos calouros e o justificado orgulho de seus familiares, a secretária adjunta da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), Edilza Fontes, falou sobre a oferta do curso pelo programa Forma Pará, desenvolvido pela secretaria.

"É um dos cursos mais valorizados do Forma Pará. Só quatro municípios do sul e sudeste terão o curso de Medicina Veterinária da Unifesspa. O privilégio de vocês é enorme" enfatizou Edilza Fontes, gestora do Forma Pará. Ela frisou o compromisso do governador Helder Barbalho com o município de Piçarra e com a formação dos paraenses. "Para o governador, o que o Pará tem de maior valor é a sua gente e ele quer que toda formação possível seja realizada", disse Edilza Fontes. 

Esforço
Para que Maria Aparecida pudesse se preparar para a prova de seleção do Forma Pará,  Maria da Luz juntou o dinheiro da venda de hortaliças que faz na cidade como forma de ajudar o marido, que é auxiliar de serviços gerais em uma escola de Piçarra. "Na minha vida nunca tive uma felicidade dessa. Estou feliz demais. Desde menina o sonho da minha filha era ser doutora e hoje ela está realizando o sonho dela", falou Maria da Luz.

A filha não disfarçava a gratidão e o carinho pela mãe. "Quero me formar para poder dar uma vida melhor para minha mãe como forma de agradecer tudo que ela fez e faz por mim", disse Maria Aparecida.

O sonho de Luiz Otávio, 23, também é ser veterinário e ser aprovado na Unifesspa deixou seu pai Raimundo Nonato orgulhoso. "Um prazer muito grande ver meu filho passar e se tornar um grande veterinário" declarou Raimundo, lavrador que mora em Xambioá, município do estado de Tocantins vizinho de Piçarra. Luiz é o caçula dos três filhos de Raimundo e o primeiro a fazer um curso superior.  Para estudar Veterinária,  ele vai ficar com um tio, que mora em Piçarra. 

O estudante já havia conseguido passar em universidades de Tocantins e Goiás, mas não conseguiu cursar devido aos custos de deslocamento. "Esse programa é nota dez. É muito difícil um governador, um prefeito trazer um polo universitário para uma cidade do interior. Eu pretendo aproveitar o curso, ser um bom aluno e seguir carreira. Agradeço por tudo", finalizou o estudante.

Família
Representando o reitor da Unifesspa, Francisco Ribeiro, o coordenador institucional do Forma Pará na universidade,  Raimundo Oliveira, ressaltou a satisfação de pais e mães dos calouros. "Eu sei que vocês estão muito felizes, que os corações estão transbordando, merecidamente. Porém, mais felizes que vocês estão essas pessoas: pais, mães e demais familiares", disse Raimundo usando Maria da Luz como exemplo para pedir uma salva de palmas às famílias dos estudantes.

Ele destacou que Piçarra foi contemplado com dois dos mais importantes cursos do Forma Pará. Além de Medicina Veterinária,  o município terá o curso de Zootecnia, na chamada 2021. "Isso só foi possível devido o trabalho intelectual do secretário Carlos Maneschy e do governador Helder Barbalho ter comprado a ideia e implementado o Forma Pará" disse. Ressaltou ainda as lideranças políticas de Piçarra que articularam a oferta dos cursos.

Coordenador da Faculdade de Medicina Veterinária da Unifesspa, Pedro Quevedo também destacou o esforço de um grupo de pessoas que fez com os calouros concretizassem seus sonhos. "O governador Helder Barbalho, a equipe da Sectet, liderada pelo professor Maneschy e pela professora Edilza, a prefeita Laane, o ex-prefeito Wagne e demais pessoas da administração municipal, além da nossa equipe da Unifesspa. Hoje é um dia de festa e também de reconhecimento pelo esforço de vocês e de todos os envolvidos direta e indiretamente com a realização desse curso", frisou.

O início do processo para a oferta de cursos do Forma Pará em Piçarra foi feito pelo ex-prefeito, Wagne Machado, presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep). Ele enfatizou o empenho dos governos estadual e municipal, além das universidades envolvidas na implementação do Forma Pará.

"Esse curso começou há muitos anos. No coração de alguém que por vontade política, com desejo de transformação permitiu que ele pudesse se materializar a partir das mãos daqueles que colaboraram. Aí vem o professor Maneschy e todos os secretários que colaboraram com esse projeto", destacou. Wagne ressaltou ainda a vontade política do governador Helder Barbalho e da prefeita Laane Barros.

O tom do discurso da gestora municipal foi de gratidão às equipes envolvidas, de incentivo aos calouros e de reconhecimento pelo esforço dos familiares. Educadora e ex-secretária municipal de educação, a prefeita Laane falou da alegria em ver ex-alunos entre os 45 aprovados e destacou que cerca de 55% da turma é de moradores de Piçarra.

"Fico feliz em ver a Maria Aparecida entre os calouros e a felicidade da mãe dela. É muito bom ver as barreiras da desigualdade social sendo transpostas. Quando olho para a Maria Aparecida eu vejo um monte de tabus sendo quebrados. O tabu de ela ser mulher, ser de uma família simples, de ser negra. Não consigo palavras para expressar o tamanho da minha alegria quando vejo pessoas como a Maria Aparecida aqui no meio desses alunos", disse a prefeita.

Jalecos
A emoção dos familiares ficou ainda mais evidente quando foram chamados para a entrega dos jalecos aos calouros. Em seguida, a prefeitura de Piçarra entregou placas em homenagem a pessoas que tornaram possível a realização do curso. A professora Edilza recebeu a placa em nome do secretário Carlos Maneschy.

Depois da solenidade, todos foram convidados para o descerramento da placa de inauguração do Polo Universitário de Piçarra, um prédio reformado e equipado pela prefeitura para receber os universitários dos cursos do Forma Pará/Unifesspa.

Na chamada 2021 do Forma Pará, Piçarra terá o curso de Zootecnia. O edital já foi publicado no site da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp)  e as inscrições vão até o dia 16 de novembro.

Texto e fotos: Jeniffer Galvão (Ascom/Sectet)