Busca

Notícias

conteúdo principal

Forma Pará realiza aula inaugural de engenharia de produção no Acará

14/06/2022

"Sou daqui mas fui pra Belém trilhar este caminho. A experiência de ver como a educação é capaz de mudar a vida de cada um e abrir oportunidades é o que nos incentiva a estar aqui hoje". A afirmação foi do coordenador de engenharia de produção da Universidade do Estado do Pará (Uepa ) no Acará, Manoel Maximiliano Júnior, durante a aula inaugural do curso, que ocorreu na tarde desta segunda-feira (13). O curso é ofertado no município por meio do Forma Pará, programa do governo estadual coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet). 

Na oportunidade, a titular do órgão, Edilza Fontes, explicou que o Forma Pará é um programa grandioso que leva ensino superior a todos municípios paraenses com a parceria das Instituições de Ensino Superior (IES) e das prefeituras municipais. "Na medida do possível, colocamos o curso que a prefeitura solicita, que dialoga com os arranjos produtivos locais e que gere empregabilidade no município para que os alunos não tenham que sair de casa após formados. O programa cresceu bastante. Vai oferecer bolsa de pesquisa e especializações, por exemplo", explicou a Secretária. 

Já a Secretária de Educação do Acará, Carla Luciana Portal, relembrou a luta antiga pela chegada de novos cursos ao município. "Este já era um sonho antigo para o município de Acará. Isso era quase impossível de pensar. Só pela educação podemos transformar as nossas vidas. Dificuldades teremos mas isso faz amadurecer", ressaltou ela durante o evento. 

Quem também falou sobre a superação das dificuldades ao longo da jornada foi a vice-reitora da Uepa, Ilma Pastana. Ela enfatizou que a união da turma será fundamental para que todos cheguem ao fim do curso. "Nós temos uma turma de 48 estudantes e ficarei muito feliz em saber que daqui a cinco anos são os mesmos 48 se formando. Todos juntos precisam cuidar um do outro para que juntos finalizem este sonho", aconselhou. 

Vida nova 
E quem está vivendo um sonho é o pedagogo Edivanei Carneiro, de 36 anos, um dos alunos da turma de futuros engenheiros de produção. Ele conta que a falta de oportunidades anteriores não lhe permitiam realizar o desejo de menino de ser engenheiro. "Nosso município tem muita precarização com relação a estudo e sair do Acará para fazer o curso superior fora pede uma logística grande, cursar  pedagogia foi única opção que tive. A engenharia sempre foi meu sonho. Agora minha vida vai mudar financeiramente e no conhecimento que irei adquirir", comemora. 

Quem também terá uma nova vida é a jovem Ediane, de 26 anos, mãe do Milton de apenas dois anos. Com o filho no colo, ela afirma que o curso de engenharia de produção gera um leque de oportunidades. "Como eu não tenho um emprego estável,  agora este curso vai gerar, mais adiante, uma estabilidade financeira tanto para mim quanto para o meu filho", prevê. 

Durante a aula inaugural, ainda ocorreu o juramento dos profissionais e a "cerimônia do capacete", momento em que os futuros engenheiros receberam de seus paraninfos o equipamento de proteção que lhes acompanhará na vida profissional. 

Ainda nesta terça-feira (14), ocorre a aula inaugural do curso de engenharia de alimentos em Santa Maria do Pará. Já na quarta-feira (15), a aula será de engenharia de pesca em Bonito. Nos dois municípios os cursos serão executados, por meio do Forma Pará, pelo Instituto Federal do Pará (IFPA).

Textro e fotos: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)