Busca

Notícias

conteúdo principal

Formação técnica do TerPaz potencializa carreira profissional de jovens e adultos

17/11/2021

O Governo do Pará disponibiliza gratuitamente à população cursos de formação técnica a jovens e adultos, por meio de órgãos da administração pública e do Programa Territórios pela Paz (TerPaz). Nesta terça (16), iniciam as inscrições presenciais do curso de Saúde Bucal, na Usina da Paz (UsiPaz) do Icuí, com a oferta de 40 vagas para maiores de 18 anos que já concluíram o ensino médio. O início das aulas está previsto para 10 de janeiro.

Entre as formações realizadas estão o curso técnico de Enfermagem e Manipulação de Alimentos. A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) é uma das parceiras das diversas formações.

Titular da pasta, Carlos Maneschy, destaca o compromisso com as oportunidades de acesso qualificado ao mercado de trabalho. “Essa é uma das ações do governo que proporcionam melhoria de vida, elevando a cultura de paz e reduzindo os índices de violência. Em relação aos cursos de Técnico em Enfermagem e Técnico em Saúde Bucal, acreditamos que as pessoas que passam por essa formação serão vetores de transformação da saúde pública neste estado, elementos transformadores e garantidores da melhoria da qualidade de vida de muita gente”, pontua Maneschy.

Enfermagem

O curso técnico de Enfermagem tem duração de dois anos e conta com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Nos primeiros 12 meses, os resultados já são observados, como aponta a aluna Dayane Araújo, 34 anos. “É uma oportunidade única que tivemos, pois foram 6 mil pessoas inscritas e só 50 pessoas foram selecionadas, dentro de um contexto de mazela social, na periferia e que estão tendo uma outra oportunidade, outro horizonte, contando com uma equipe mega capacitada. Hoje estou estagiando no Hospital Maradei, já inserida no mercado de trabalho, esta instituição nos deu esta oportunidade”, comemora.

Para o coordenador da Educação Técnica e Tecnológica da Sectet, José Neto, a oferta segue a necessidade de mercado. “Nós entendemos também que não devemos ofertar curso por curso, mas sim aqueles que tenham demandas latentes no mercado e com muita qualidade de ensino, para que esses jovens possam sim, ter uma educação de excelência, o que vai trazer para eles uma condição de execução de trabalho da melhor forma possível e em especial na área da saúde, pela necessidade do momento”, comenta José.

Saúde Bucal

Ainda na área de ciências biológicas, o curso técnico de Saúde Bucal é inédito na capital paraense e forma profissionais auxiliares de dentistas. A realização ocorre em parceria com a Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Pará (UFPA) e a Sectet. “As inscrições foram surpreendentes em Belém, disponibilizamos apenas 40 vagas e quase 1600 pessoas se inscreveram, infelizmente não pudemos atender toda a demanda. Apesar da pandemia não paramos nossas atividades, conseguimos alcançar  nosso objetivo e estamos finalizando uma turma de março  com certificação em abril e agora estão começando as aulas práticas, essa turma é a atual”, conta a coordenadora Suzete Matos.

Com duração de um ano e meio, a grade curricular inclui aulas teóricas e práticas, as quais são realizadas dentro dos laboratórios e das clínicas odontológicas da Ufpa. Os alunos aprendem desde orientações à comunidade sobre higiene bucal, quanto aplicar flúor e manusear instrumentos, até realizar triagem e primeiros socorros. 

Vanessa Brasil é moradora do bairro do Guamá e diz que está muito satisfeita com a formação. “Estou gostando muito, porque estou adquirindo vários conhecimentos, lidando com os pacientes, aprendendo a humanizar o atendimento, é uma honra para mim e não quero parar só nele. Minha vida mudou muito, todos os dias aprendendo, e hoje estou feliz e estagiando e lidando com os pacientes e isso mudou muito meu modo de ver as pessoas, é gratificante”, afirma a estudante.

Empreendedorismo

A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), também desenvolve formação no âmbito do TerPaz. De acordo com o coordenador de Núcleo da pasta, Márcio Alfredo, os cursos contam com parceiros importantes. 

“A Sedeme tem desenvolvido diversos cursos de capacitação para o Programa TerPaz. Na área da gastronomia, estética e moda, fizemos uma parceria com a Unama (Universidade da Amazônia), e os cursos são realizados em seus laboratórios. Na área de joalheria, o curso de Criação de Acessórios e Suvenirs para adornos Corporais, em parceria com a Uepa (Universidade do Estado do Pará), e o curso é realizado no Espaço São José Liberto Polo Joalheiro. Na área do artesanato e artefato em juta, em parceria com a Cia Têxtil de Castanhal (CTC), e esse curso será realizado na Usipaz inaugurada ao Icuí. Assim como futuramente teremos o curso de capacitação de batedores de açaí, para o beneficiamento do fruto, com maquinário completo fornecido por empresários”, detalha Márcio. 

O curso de Boas Práticas de Manipulação de Alimentos coordenado por Luciana Ferreira é um passo importante para negócios na área da alimentação. “Ter o curso de manipulador abre uma grande possibilidade de conseguir um emprego e a partir dos conhecimentos adquiridos no curso se ocupar com maior rigor e competência. A segunda etapa é o apoio ao desenvolvimento de empreendimento que tem a parceria do Sebrae, uma vez que ele já trabalhe com alimentos, e não sabe como tirar um MEI, criar uma marca, um perfil nas redes sociais, capacitação de empreendedorismo, além de oportunidades de exposição, por exemplo em eventos, ou espaços do Governo do Estado, exemplo nas feiras”, aponta Luciana.

Os cursos são ministrados na Unama da Alcindo Cacela, com visita aos laboratórios do curso de gastronomia que também já têm sido utilizados para capacitação da comunidade do TerPaz e tem a duração de quatro horas.

Texto: Dayane Baía (Secom)