Busca

Notícias

conteúdo principal

Equipe de Governança discute implementação das ações do Pará 2030

30/08/2016

O SIDESS - Sistema de Desenvolvimento Econômico, Social e Sustentável - do Pará 2030 teve ontem sua primeira reunião oficial com a presença dos 15 dirigentes de secretarias e órgãos estaduais, para discutir as ações de implementação do Planejamento Estratégico- Pará 2030, que tem metas e prazos precisos até 31 de dezembro de 2018, data que encerra o mandato do governador Simão Jatene.

Cada um dos dirigentes recebeu cópias dos acordos de resultados, firmados em 29 de junho passado junto ao governador por ocasião do lançamento do Pará 2030. O compromisso de todos é seguir à risca o planejamento. Além disso, eles escolheram os nomes que vão compor os Grupos de Trabalho (GT) de fomento às 13 cadeias produtivas priorizadas pelo projeto. O encontro avançou pela tarde desta segunda, 29, no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá), cuja gestão conta com recursos do Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet).

Antes da reunião liderada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Adnan Demachki, os dirigentes realizaram uma espécie de tour no PCT conhecendo os processos de engenharia aplicados à pesquisa tecnológica a serviço do setor produtivo na Amazônia. O Parque conta com laboratórios modernos e tem parcerias com empresas locais e nacionais para o trabalho com foco no empreendedorismo inovador e na transferência de tecnologia para o desenvolvimento de produtos e serviços de maior valor agregado e fortemente competitivos, e será um instrumento para disponibilizar ciência e tecnologia às cadeias econômicas do Pará 2030.

Após a visita ao PCT, os integrantes do SIDESS conheceram as iniciativas do presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado do Pará (Codec), Olavo das Neves, em prol da atração de investimentos e novos negócios para economia paraense. Em seguida, foi a vez do presidente do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), Daniel Lopes mostrar o que o Instituto vem fazendo para acelerar o processo de regularização fundiária.

"O tema da regularização fundiária é transversal'', observou o presidente do Instituto, Daniel Lopes. Ele explicou, por exemplo, que a fim de aumentar a área titulada com segurança para a expansão de projetos produtivos, o Iterpa investe em maior tecnologia, moderniza suas rotinas internas e em breve ganhará nova sede, atendendo suas necessidades. A Codec também terá nova sede na avenida Dr. Moraes, no bairro de Nazaré.

A próxima reunião oficial do Sistema de Desenvolvimento Econômico, Social e Sustentável será em outubro. Na pauta, a palestra ''O Pará Profissional no contexto do Pará 2030'', do secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), Alex Fiúza de Melo. Além de Adnan Demachki, Alex Fiúza, Olavo das Neves e Daniel Lopes, participaram do encontro, os secretários e dirigentes da Sedap, Setur, Fapespa, Ideflor, Programa Municípios Verdes (PMV), Seaster, Secom, Seips, Setran, Semas e Seplan.

Texto: Ascom/Sedeme.

Fotos: Ascom PCT Guamá.