Busca

Notícias

Início » Notícias » Batedores de açaí são certificados por conclusão de curso do Pará Profissional
conteúdo principal

Batedores de açaí são certificados por conclusão de curso do Pará Profissional

14/09/2017

Nascida em Igarapé-Miri, município conhecido por ser a capital mundial do açaí, Maria Joana Maia se considerava uma grande conhecedora do fruto e do processo que o permite estar na mesa da família paraense. Ela abriu um ponto de venda de açaí em Belém há cinco anos. Nesta quarta-feira, 13, Maria e mais 27 colegas de atividade receberam o certificado de conclusão do curso “Boas Práticas na Manipulação Higiênico-Sanitária do Açaí”, ocorrido entre os dias 26 de junho e 7 de julho. Agora, se orgulha de ser a primeira batedora de açaí do bairro onde mora a empregar o branqueamento e conta que já teve um retorno da clientela, que aumentou e ficou mais exigente.

Com as aulas, os alunos puderam somar saber popular e conhecimento científico, sendo abordado desde o manejo do açaí até a produção artesanal e industrial, com foco na manipulação higiênico-sanitária e ênfase na técnica do branqueamento. “Eu achava que conhecia tudo sobre o açaí porque eu já tinha contato desde pequena. Quando comecei a trabalhar com a venda do fruto estava convicta de que sabia tudo. Durante o curso, percebi que muitas coisas eu não sabia, principalmente em relação aos perigos que surgem. Se a higienização não for bem feita, a qualidade do açaí cai muito. Agora só trabalho com o açaí branqueado, meus clientes já estão atentos à importância do branqueamento”, ressaltou a batedora.

O curso foi realizado pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), no âmbito do Programa Pará Profissional, em parceria com a Prefeitura Municipal de Belém, por meio da Secretaria de Economia (Secon) e com a Associação dos Batedores Artesanais de Açaí de Belém (Avabel), tendo o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) como ofertante.

Rafael Imbiriba resolveu se aventurar na venda do açaí, ao lado da esposa e dos pais. Os quatro também receberam os certificados nesta quarta-feira. Ele contou que o curso foi um grande impulsionador para o seu negócio. “Foi um divisor de águas, o certificado vai ser um diferencial e o branqueamento valoriza nosso produto” enfatizou.

Após o término do curso, foi disponibilizado aos egressos o acesso ao microcrédito, por meio do apoio do CredCidadão, a fim de que os concluintes adquirissem os equipamentos necessários para colocar em prática o que aprenderam em sala de aula, resultando assim na melhoria de seu ambiente de negócio e a garantia do produto de qualidade ao consumidor.

Durante a entrega dos certificados, o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello, representando o governador Simão Jatene; o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho; e o titular da Secon, Mário Freitas, assinaram um convênio de cooperação técnica que objetiva fortalecer as ações interinstitucionais para que, no âmbito do Pará Profissional, a oferta de vagas em cursos profissionalizantes, no município de Belém, atenda a real necessidade de mão de obra qualificada das cadeias produtivas estratégicas de desenvolvimento, gerando renda e emprego aos moradores da capital.

Dessa forma, Fiúza de Mello destacou que o Governo do Pará trabalha na execução de ações que devem ser apropriadas pela sociedade, como programas de Estado, a exemplo do Programa Pará Profissional, instituído pela Lei n° 8.427, de 16 de novembro de 2016. O secretário explicou que o Pará Profissional possui flexibilidade que o permite se adaptar à realidade de cada região do Estado, a fim de que seja oferecida a qualificação profissional adequada ao contexto de cada município paraense, garantindo o sucesso do curso oferecido e a empregabilidade dos concluintes.

Estiveram presentes à certificação, além do titular da Sectet, da Secon e do prefeito de Belém,  o vereador Zeca Pirão, representando a Câmara Municipal, e o presidente da Avabel, Carlos Noronha.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)