Busca

Notícias

Início » Notícias » Alunos do Programa Pará Profissional são habilitados pelo Credcidadão
conteúdo principal

Alunos do Programa Pará Profissional são habilitados pelo Credcidadão

09/08/2017

Na última terça-feira (8), parte dos concluintes do curso “Boas Práticas na Manipulação Higiênico-Sanitária de Alimentos – Açaí (Branqueamento)”  foi habilitada pelo Núcleo de Gerenciamento de Microcrédito (Credcidadão) a receber crédito para investimento em equipamentos que possibilitem a prática do que foi ensinado durante as aulas.

O curso, que terminou em julho deste ano, foi promovido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), dentro do Programa Pará Profissional, e contou com a parceria da Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Economia (Secon), e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

No total, 27 batedores de açaí da Região Metropolitana de Belém foram capacitados, porém muitos não possuíam a máquina de branqueamento do açaí, a qual possibilita a eliminação de microorganismos que podem causar problemas de saúde, em especial a doença de Chagas. Para tentar viabilizar essa necessidade tecnológica, a Sectet articulou uma reunião, ocorrida no dia 1o de agosto, entre os batedores e o Núcleo de Gerenciamento de Microcrédito (Credcidadão) para apresentar as linhas de crédito disponíveis a fim de que os concluintes do curso pudessem adquirir o equipamento e garantir a qualidade do produto à sociedade paraense.

Dessa forma, parte da turma concluinte já esteve na sede do Credcidadão para ter acesso ao benefício. Na sexta-feira (11), outra parte dos alunos é aguardada no órgão. Por meio de articulações como esta, a Sectet pretende não só possibilitar a qualificação profissional como orientar os egressos a fim de que o conhecimento adquirido no curso seja transformador para a vida de cada um deles.

Pará Profissional - O programa Pará Profissional foi instituído pela Lei no 8.427, de 16 de novembro de 2016, descrito como um dos principais instrumentos de superação das desigualdades interregionais, com a finalidade de ofertar educação profissional e tecnológica nas diversas modalidades a fim de consolidar, ampliar e verticalizar as cadeias produtivas aos eixos prioritários de desenvolvimento no Estado. A coordenação do programa foi determinada à Sectet.

Texto: Fernanda Graim – Ascom/Sectet