Busca

Clipping

Início » Central de Conteudo » Clipping » Solenidade marca início das obras do Museu de Ciências da Amazônia, em Belterra
conteúdo principal

Solenidade marca início das obras do Museu de Ciências da Amazônia, em Belterra

Assunto Data Veículo Tipo
Sectet na Feira do Livro segunda-feira, Maio 25, 2015 Agência Pará Online
Energia Solar quarta-feira, Outubro 14, 2015 ORMNews Online
Fórum de Tecnologias Sociais terça-feira, Outubro 27, 2015 ORM News OnLine
Cursos Profissionalizantes terça-feira, Outubro 4, 2016 G1 Pará Online
Cursos Profissionalizantes quinta-feira, Outubro 13, 2016 Diário OnLine Web
Programa Inova Pará quarta-feira, Março 1, 2017 Rádio Cultura Rádio
Programa Pará Profissional sexta-feira, Março 24, 2017 Tribuna Tapajônica On-line (Blog)
Inauguração do Laboratório do Leite sexta-feira, Maio 12, 2017 Diversos Diversos
Prêmio de Inovação na Indústria Mineral segunda-feira, Maio 8, 2017 O Liberal Impresso
Curso Técnico em Açúcar e Álcool segunda-feira, Junho 26, 2017 Rádio Cultura Rádio

Páginas

Informações: 

Nesta terça-feira (13), a partir das 10h30, ocorrerá a solenidade que marca o início das obras de restauração e implantação do primeiro Museu de Ciências da Amazônia (MuCA), localizado no município de Belterra. A iniciativa é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), em parceria com a Prefeitura de Belterra, com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e com a Organização de Desenvolvimento Cultural e Preservação Ambiental (AmaBrasil). O objetivo do Museu é o de incentivar o patrimônio histórico da região, já que ele foi construído na área da antiga Vila Americana de Belterra, e levar a educação empreendedora e científica para a região, fomentando, assim, o turismo nessa localidade.

“Quem vive na floresta é quem mais precisa ter acesso ao conhecimento e as oportunidades que a biodiversidade tem. Levar educação empreendedora e cientifica para a Amazônia tem um significado muito transformador. Essa é a principal contribuição, depois vem as questões da economia do turismo pelo fato de estarmos recuperando uma cidade americana no meio da Amazônia”, destacou o titular da Sectet, Alex Fiuza de Melo.

O investimento total do Museu é de R$ 17,6 milhões, sendo R$ 10,5 milhões financiados pelo BNDES para contemplar a restauração das duas caixas d’agua históricas e do Hospital Henry Ford, que abrigará o Museu, e o restante financiado pela Sectet para a recuperação do sistema de abastecimento de água de Belterra e para a manutenção do MuCA.

O Museu irá contar com dois laboratórios, duas áreas expositivas, um cinema com auditório de 60 lugares, coleção natural de espécies da Amazônia e área educativa e administrativa. O Instituto Butantan, um parceiro no projeto, irá deslocar seu quadro de pesquisadores e técnicos para apoiar as atividades museológicas e educativas. Já a Fundação Getúlio Vargas entrará como parceiro para desenvolver a educação empreendedora com foco na bioeconomia.

Fonte: RG 15/O Impacto e Maryane Brito (Ascom/Sectet)